Quer os técnicos quer os agentes protocolados, recebem anualmente um ficheiro onde estão referenciados os subsídios afectos a cada exploração através do número do INGA, a que esta tem direito, quer tenha recebido nesse ano agrícola ou não, registando esta informação no “Gestagro”.
 
Toda a informação gerada no programa “GESTAGRO” da exploração agrícola é sintetizada numa ficha que é a “Conta da Exploração”, que retrata todos os custos (gastos) suportados e todas as receitas geradas nesse ano e os respectivos subsídios.
 
Em baixo, apresenta-se, em síntese, o organigrama dos vários procedimentos para validação e confirmação das contabilidades agrícolas, sempre com a coordenação e apoio da DPE.